Vereadora Daniela Fortes cobra melhorias nas maternidades

foto daniela 4

Mulher e preocupada com a realidade que muitas sergipanas vivem atualmente com a crise das maternidades, a vereadora Daniela Fortes (PEN) subiu à tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) nesta quinta-feira, 3, para pedir atenção a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA). Relatando um caso atual, ela destacou que a maternidade que está sendo construída no bairro 17 de Março pode desafogar outros grandes locais que atendem as novas mamães do Estado.

Durante o pequeno expediente, a parlamentar relatou que chegou a cobrar pess

oalmente do antigo secretário de saúde Luciano Paz a questão dos recursos para a maternidade, mas o mesmo respondeu que a quantia esperada não chegou. Para ela, o assunto precisa de muita atenção. “A gente lamenta o que está acontecendo atualmente, por conta da burocracia para realizar a obra e enquanto isso as mulheres estão clamando. Quero alertar a todos os gestores, não quero fazer uma crítica à administração, mas quero dizer que duas maternidades já fecharam as portas no estado e mais uma foi anunciada ontem para parar também”, informou.

Acompanhando vários casos recentes, ela contou aos presentes na sessão, a história de uma jovem que precisou do seu auxílio para ter seu filho em seus braços. “No mês passado, eu estava com uma jovem e levei para o Santa Isabel, mas lá o plantão estava fechado por falta de material. Segui então para a Nossa Senhora de Lourdes, porém no local também não tinha vaga e precisamos levar a moça para a maternidade de Nossa Senhora do Socorro, onde conseguimos o atendimento. Isso é um absurdo, é lamentável que uma mulher saia da capital para ter bebê no interior”, reclamou.

Cobrando providências por partes das autoridades, Daniela ressaltou que essa é a hora de agir para mudar essa realidade. “O que está acontecendo é um caos e as mulheres estão sofrendo. As prefeituras do interior do estado precisam rever isso, botar a mala embaixo do braço e ir para Brasília atrás de recursos. O que não pode é fechar maternidade de interior e superlotar a da capital. Já passei para as autoridades competentes e conversei com nosso vice-prefeito que garantiu que vão acontecer algumas mudanças”, finalizou.

 

Check Also

Canindé: Hugo de Pank toma posse no Parlamento Municipal

  Um dos vereadores eleitos mais jovens da história de Canindé de São Francisco, Hugo ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.