Vereador Max é contra PL que pune ciclista

 

vereado

 

Vereador defende construção e interligação das ciclovias

O vereador Max Prejuízo (PSB), utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), na manhã desta quarta-feira, 11, para lamentar o Projeto de Lei (PL) 2180/15, de autoria do deputado federal Fábio Reis (PMDB/SE), que altera o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e pune o ciclista que deixar de transitar nas ciclovias ou ciclofaixas, quando a via dispuser deste tipo de pista.

“Devemos criar projetos que obriguem as prefeituras a criarem mais ciclovias, interligarem as que já existem e não punir os ciclistas que andam nas ruas. A verdade é que não existem ciclovias no Brasil. São poucas as prefeituras que trabalham para que o ciclista tenha segurança. A semana passada, por exemplo, aconteceu um acidente grave na Heráclito Rollemberg, onde o ciclista faleceu. Os carros devem passar a um metro e meio de distância dos ciclistas e na realidade isso não acontece. O ciclista está usando seu espaço, oque falta é respeito aos direitos dos ciclistas e não punição por andar fora de uma ciclovia que não existe”, disse Max.

O parlamentar voltou a defender a interligação das ciclovias já existentse e ampliação, através de ciclofaixas. “Não podemos punir o ciclista. Devemos sim é criar condições para que a população use cada vez mais a bicicleta, não apenas como lazer, mas estimular seu uso como meio de transporte, melhorando a fluidez no trânsito e a qualidade de vida das pessoas. Em Aracaju temos uma grande necessidade de uma ciclovia na Heráclito Rollemberg, onde diariamente acontecem acidentes envolvendo ciclistas. Da mesma forma na Melício Machado. Os trabalhadores que usam a bicicleta como meio de transporte precisam de mais segurança e não de punição”, disse o vereador Max.

Fonte:  Assessoria de Imprensa

Check Also

Georgeo volta a externar preocupação com Hospital João Alves

Por Habacuque Villacorte O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) participou da Sessão Extraordinária Remota da ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.