Manutenções Preventivas e Corretivas das ambulâncias do Samu garantem a segurança dos profissionais e pacientes

manutenção-samu

 

Garantir o atendimento cada vez mais seguro, qualificado e eficiente no tempo resposta é uma das missões do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192 Sergipe). Diante da grande demanda em todas as regiões de Sergipe, o serviço realiza com frequência as manutenções corretivas e preventivas nas 59 viaturas que compõem a frota, sendo 43 Unidades de Suporte Básico (USB) e 16 Unidades de Suporte Avançado (USA).

 

“Todo veículo sofre desgastes naturais quando é utilizado, independente do cuidado do condutor. Para reduzir minimizar os efeitos causados pelo tempo de uso, a manutenção preventiva é a decisão mais acertada e econômica”, destaca o gerente de Frota da Fundação Hospitalar da Saúde (FHS), Dermival Santos.

 

Os procedimentos para a realização de manutenção corretiva e preventiva das viaturas do Samu 192 Sergipe são realizados constantemente ou quando é observado algum tipo de problema no veículo. “O objetivo de manter a segurança, a economia e o conforto dos profissionais e pacientes durante os deslocamentos e atendimentos”, reforça Dermival Santos.

Ainda segundo o gerente, “são realizados procedimentos como troca de óleo, troca dos pneus, alinhamento, balanceamento, troca de palhetas que são gastas rapidamente. A observação e substituição do gás do ar-condicionado também são feita com constância”.

 

Dermival Santos explica, ainda, que as manutenções de USAs e de USBs passam pelo mesmo processo por se serem das mesmas marcas e modelos. “Todos os veículos do Samu são assegurados. Em caso de quebra de alguma peça, a seguradora é acionada imediatamente para a realização da substituição do item”, pontua.

 

As ambulâncias não param e, por isso, os pneus também avaliados. “São feitos alinhamentos, balanceamentos e rodízios de pneus frequentemente para garantir um tempo útil maior”, revela o gerente de frota do Samu 192 Sergipe, Fábio Salles.

Check Also

PREFEITURA DE ARACAJU JÁ REGISTROU OITO MIL CASOS DE COVID-19 EM TRÊS MESES

No dia 14 de março foi registrado o primeiro caso de covid-19 na capital sergipana ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.