Maior encontro da imprensa do interior reuniu 600 participantes de nove estados brasileiros

foto adjori 2
43º Congresso Estadual da Adjori e V Encontro Nacional de Jornais Locais trouxe nomes de grande prestígio e uma extensa pauta técnica

O 43º Congresso da Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina e V Encontro Nacional de Jornais Locais, realizado de 19 a 21 de junho, no Costão do Santinho Resort, em Florianópolis, reuniu cerca de 600 participantes, ligados a Adjoris de nove estados brasileiros. Inúmeras autoridades prestigiaram a solenidade de abertura que teve início com um pronunciamento do presidente da Adjori Brasil e da Adjori/SC, Miguel Ângelo Gobbi. Em seu pronunciamento, Gobbi destacou a incontestável revolução pela qual passa o setor de Comunicação no atual momento.  Enfatizou que “tudo muda em alta velocidade e as leis que regiam a Mídia e o Mercado no ano passado já mudaram neste ano de 2015. E vão mudar novamente em 2016. Para muitos, essa revolução é sinônimo de crise. Para nós, jornais do interior, ela deve significar oportunidade”, disse Gobbi.

Homenagem a Luiz Henrique
Gobbi finalizou seu pronunciamento com uma homenagem ao senador  Luiz Henrique da Silveira.  “Luiz Henrique, como Governador de Santa Catarina, percebeu a importância do jornal do interior e das entidades do Trade de Comunicação como organizadoras desse enorme segmento. Ele valorizou os jornais do interior, apoiou-se neles para informar as comunidades catarinenses, que passaram a decidir as suas prioridades e ter maior autonomia com relação ao Poder Central, na Capital”, salientou.

Após a homenagem foi feito um momento de silêncio em memória ao ex-senador. Gobbi entregou um buquê de flores para Dona Ivete Appel da Silveira, viúva do senador, que estava visivelmente emocionada. Como parte da homenagem, o concurso jornalístico da Adjori passou  a se chamar Prêmio Adjori de Jornalismo – Troféu Luiz Henrique da Silveira.

Pronunciamentos
Todas as autoridades convidadas para compor a mesa, fizeram um rápido pronunciamento, destacando a importância dos jornais do interior e a magnitude do encontro. O primeiro a falar foi o senador Paulo Bauer (PSDB), que representou os outros dois senadores por Santa Catarina, Dalírio Beber (PSDB) e Dário Berger (PMDB). Ele lembrou da grandeza de LHS como homem público, e de seu apreço pela imprensa do interior.  “Nossas ações repercutindo em cada cidade, em cada vila, em cada indústria, em cada comunidade. Isso só é possível por causa de vocês, jornais do interior”, ressaltou.

Neuto de Conto, presidente do BRDE disse que essa é uma oportunidade de ver uma organização como a Adjori trazer para Santa Catarina um evento que faz a condução das ações que a sociedade tanto precisa.

José Caramori, presidente da Fecam e prefeito de Chapecó disse: “Nós prefeitos queremos reconhecer o valor e a importância dos jornais do interior, pois é lá que tudo acontece. A mídia regional presta um serviço social, que mostra a notícia pontual, o que os gestores estão fazendo nas suas cidades. Isso faz com que nós sejamos mais produtivos, e saibamos o que acontece no todo”.

O deputado federal Pedro Uczai (PT), presidente da Frente Parlamentar de Apoio e Fortalecimento da Mídia Reginal, afirmou que a Frente Parlamentar tem quatro objetivos para os próximos quatro anos. “Nesse período queremos dialogar com os jornais do interior, dialogar sobre política com a sociedade brasileira. Pretendemos debater com a mídia regional, queremos discutir os meios de comunicação do interior. Estamos aqui para ouvi-los”.

O deputado federal Mauro Mariani (PMDB), presidente do Fórum Parlamentar Catarinense, chamou a atenção para o número de informações atualmente “Em tempos em que o cidadão é bombardeado de informações pelas mídias sociais, muitas vezes duvidosas, e que a grande mídia tem certas tendências, nos resta apostar na imprensa do interior. Por isso a importância dos veículos do interior”.

O secretário de Estado da Fazenda, Antonio Gavazzoni, disse que a informação prestada pelos jornais do interior “ é um serviço prestado a sociedade e a nós políticos. É assim que ficamos sabendo o que acontece em cada município, em cada comunidade”.

O secretário de Estado da Comunicação, Walter Bier, representou o governador de Santwa Catarina, Raimundo Colombo. Bier afirmou: “Entendo muito bem o desafio dos jornais do interior, entendo quando o presidente Gobbi vem me falar que é preciso mais recursos. O jornal do interior é uma fortaleza diversificada. Vocês representam as comunidades, e é a partir de vocês que conseguimos enxergar melhor esses lugares, é o fortalecimento da democracia”.

Ministro e líder empresarial fazem palestra
Também na mesa de abertura solene, o vice-presidente administrativo da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e presidente da Fecomércio Paraná, Darci Piana, e o ministro da Previdência, Carlos Eduardo Gabas fizeram palestra sobre “Como o Brasil vê o seu Interior”.

Darci Piana, da CNC – Piana considerou os profissionais da imprensa do interior como “guerreiros do jornalismo”, ao ressaltar que os empresários da comunicação sobrevivem às inúmeras adversidades que afetam o setor. O presidente da entidade fez também um comparativo, afirmando que os problemas que atingem o empresariado, de variados segmentos, também influenciam as atividades jornalísticas. Entretanto, a avaliação de Piana, apesar do surgimento cada vez mais rápido de novos canais de comunicação, os veículos impressos possuem um papel fundamental nas comunidades onde atuam. “Grandes jornais não têm a sensibilidade de um jornal local”, disse ele.

Ministro Gabas – Em pleno processo de reformulação do atual modelo de aposentadoria no Brasil, o ministro fez questão de aceitar o convite de palestrar no Congresso da Adjori. Ele disse que quer estreitar os laços com os Jornais do Interior e que vai levar esta mensagem ao Governo Federal. “Se nó queremos nos comunicar com as comunidades, precisamos fazer isso através dos Jornais do Interior, porque são aqueles que interagem com a comunidade de uma maneira efetiva”, justificou Gabas.
“Eu acredito que a vida acontece não na União ou nos estados. A vida acontece nos municípios. As políticas públicas precisam ser efetivadas nas cidades. É onde as pessoas vivem, é onde elas querem se ver. Precisamos trabalhar numa desconcentração das notícias e os Jornais do Interior têm um potencial enorme pra isso”, reforçou o ministro.

Gabas contou que quando morava em Araçatuba, lia os jornais de lá. “E, ainda hoje, continuo acompanhando as notícias da minha cidade, pela Internet, porque é lá que a gente, que é do Interior, se vê”, confidenciou Gabas. “São os jornais do interior que conversam com os moradores das cidades, porque nem todo mundo tem acesso aos grandes jornais”, argumentou o ministro aos cerca de 600 proprietários e colaboradores de jornais de todo o Brasil que acompanharam a solenidade de abertura. “Vou sugerir fortalecer essa parceria, usar os jornais para publicar as notícias, comprar os seus espaços publicitários”, afirmou.

Presenças

Além dos integrantes da mesa de autoridades, inúmeras personalidades marcaram presença no evento, dentre as quais a prefeita de Itá, Leide Mara Bender; Pedro Silva, presidente do Instituto Verificador de Comunicação (IVC); Carlos Muller, diretor de Comunicação da Associação Nacional de Jornais (ANJ); Ademir Arnon, presidente da Associação Catarinense de Imprensa (ACI); Rubens Olbrisch, presidente da Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (Acaert)  e o executivo da entidade, Everton Jugueiro; Tufi Michreff Neto, diretor Administrativo e Financeiro da Embratur; Wilson Sanches, gerente de Comunicação e Mercado do Sebrae/SC; Celso Vicenzi, assessor de Comunicação do Sicoob, no ato representando o presidente Rui Schneider da Silva; Sílvia Hoepcke da Silva, diretora-primeira secretária do Ciesc-Fiesc, no ato representando o presidente, Glauco José Côrte; Tami Soligo, Diretora de Divulgação da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina; jornalista Cláudio Prisco Paraíso.

Adjoris – Além do presidente da Adjori Brasil e da Adjoir/SC, Miguel Ângelo Gobbi, marcaram presença na solenidade de abertura os presidentes das Adjoris: do Rio Grande do Sul, Renato César Carvalho; do Paraná, Nilton Pábis; do Rio de Janeiro, Paulo Cesar Caldeira; de São Paulo, Carlos Balladas; de Mato Grosso, Francisco Delmondes Bentinho; de Sergipe, Cláudio Vasconcelos. O presidente da Adjori Espírito Santo, Antonino Campos, foi representado pelo diretor do Jornal Estado do Espírito Santo, Aécio Flávio Resende. Compareceram, também, o vice-presidente da Adjori Brasil, Sérgio Jonikaites; o vice-presidente da Adjori Rio Grande do Sul, Delair Francisco Kock, o vice-presidente da Adjori Rio de Janeiro, Pablo Sérgio de Freitas, o vice-presidente da Adjori São Paulo, Marcelo Wrege Sanazar e o tesoureiro, Evaldo Vicente.

Apoios
O congresso teve como apoiadores a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o Governo do Estado (Secom e Santur), a Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), a Prefeitura Municipal de Florianópolis, a Aurora Alimentos e a Gran Mestri (Cedrense). O evento contou também com a parceria da Gráfica Riosul, do Costão do Santinho Resort, da Arte Máxima Troféus, da Suita Sistemas e da Le Boss Delicatessen.

Leia também

Uma intensa pauta técnica é destaque no Congresso da Adjori

Eugênio Mussak fala sobre os desafios da mudança nos novos tempos

Professora Rosana Cunha fala sobre Sustentabilidade e Ecologia Cognitiva

Prêmio Adjori de Jornalismo divulga o ranking com os melhores do ano

Check Also

Defensoria Pública solicita informações à Energisa sobre método de corte de energia por recuperação de consumo

A Defensoria Pública do Estado de Sergipe, por meio do Núcleo do Consumidor, expediu ofício ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.