Laércio Oliveira comemora, e com razão, sanção da Lei do Gás

Anderson Christian

christianjor@gmail.com

O Brasil é um país de contrastes. Para ser objetiva, a coluna vai listar apenas um: imagine um dos grandes produtores mundiais de gás natural não possuir legislação específica para a exploração e comercialização dessa riqueza impressionante e impulsora do desenvolvimento industrial, econômico e tecnológico. Pois é, o Brasil, que se enquadra nessa categoria de grande produtor, até a última quinta, 8 de abril de 2021, não tinha regras efetivamente claras em relação a tão importante segmento. Quer prova mais cabal do quanto somos contrastantes em relação as nossas potencialidades e a nossa capacidade de explorá-las corretamente? Mas agora, finalmente, o país tem legislação para esse setor! E Sergipe tem uma digital indelével nessa conquista. É que o deputado federal Laércio Oliveira (PP) foi o relator da chamada Lei do Gás que, justamente na quinta, foi sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). E no vídeo lançado nas redes sociais de Laércio, no qual ele está ao lado do ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, é o próprio ministro que resume bem a importância que o deputado sergipano possui nessa conquista. “Deputado Laércio Oliveira, eu é que agradeço, pois realmente a sociedade brasileira tem um novo marco legal, que era tão necessário para os investimentos que virão e já estão acontecendo em todo o País. Então, deputado, nada disso teria acontecido se não fosse o Congresso Nacional e o senhor, como relator dessa lei na sua fase final. Parabéns ao senhor, parabéns à indústria, parabéns ao comércio, parabéns aos setores de energia e de petróleo e gás por esse novo marco. Todos deram apoio e agora todos estão esperando os resultados. Portanto, parabéns ao senhor e conte sempre com o governo de Jair Bolsonaro e o Ministério das Minas e Energia”, disse Bento Albuquerque. Olha, elogios protocolares são comuns nas relações institucionais entre Executivo e Legislativo. Mas um ministro de Estado fazer tantas considerações elogiosas, agradecimentos e parabenizar um parlamentar não é algo assim tão comum. E existe uma razão efetiva para a “rasgação de seda” do ministro Bento Albuquerque para o deputado Laércio Oliveira: é que num país tão dividido, com tantas disputas correndo meio que fora de tempo – afinal, disputas eleitorais deveriam ficar restritas as eleições, né não? – e que em nada engrandecem o país, ver o trabalho realizado por Laércio alcançar aceitação tanto da base governista, como naõ ser duramente combatido pela oposição só demonstra que o deputado, na sua relatoria na Lei do Gás, agiu com o esmero e o cuidado que se espera de quem legisla temas que ultrapassam interesses de governo, alcançando diretamente os interesses do Estado, da Nação mesmo. Não é necessário dizer que, nesse caso, Laércio Oliveira enche de orgulho todos nós, sergipanos, pois, assim como a coluna sempre cobra, ele fez seu papel de legislador num altíssimo nível. Agora, que os benefícios da Lei do Gás cheguem o mais rapidamente possível à população na forma de investimentos, de geração de empregos e na criação de renda. Em tempos tão bicudos como os que vivemos, notícias boas assim, ainda mais tendo um parlamentar de Sergipe como destaque, merece mesmo ser celebrada amplamente.

Check Also

Presidente da Câmara de Canindé  Adilson Galindo destaca atuação de vereadores na pandemia e ações de conscientização

A atuação dos vereadores canindeenses  nas ações de enfrentamento e combate à pandemia da Covid-19 foi ...