João Alves autoriza licitação para ampliação da Euclides Figueiredo

O prefeito João Alves Filho assinou na manhã de hoje, 02, a autorização da licitação para o alargamento, iluminação e urbanização da Avenida Euclides Figueiredo desde a ponto do Rio do Sal, que liga Nossa Senhora do socorro a Aracaju, até a Avenida Maranhão. Com essa ação, a Prefeitura de Aracaju melhorará as condições da pista e, principalmente, o trânsito no local. A via terá 4,2 km de extensão, com 12 metros de largura, com duas vias de 6 metros cada, e uma calçada de um metro e meio. As obras estão previstas para serem iniciadas em setembro após a conclusão do processo licitatório. Essa será a primeira Avenida a ser construída que terá o corredor exclusivo para o BRT.

A Euclides Figueiredo foi construída pelo então governador Augusto Franco, que já havia deixado uma área destinada a ampliação da mesma. Porém, com o passar dos anos e a falta de fiscalização, algumas residências foram expandidas e invadiram o espaço que era destinada a Avenida. O atual projeto da Avenida prioriza o ajustamento dos moradores que estão irregulares, sem prejuízos. De acordo com o prefeito João Alves, a população será indenizada e não haverá a necessidade de que saiam de suas casas.

“Conversamos com a população local e chegamos a um acordo. Respeitamos os moradores e por isso queremos uma harmonia, afetando os moradores minimamente. Mas, sobretudo, o trânsito será melhorado, já que o congestionamento na Euclides Figueiredo tem causado transtornos à população”, revelou o prefeito destacando ainda que será a primeira via a ser construída com o corredor para o BRT.

“Fico extremamente satisfeito com esse anúncio. Em agosto iniciaremos mais três Avenidas para o BRT dentro do Sistema Integrado de transporte. Foi preciso muita paciência e diálogo para que esse projeto fosse implementado. Com a conclusão dessas obras, a Euclides Figueiredo ficará integrada a Maranhão e, posteriormente, a Avenida Tancredo Neve. Já estava ansioso para que o BRT fosse iniciado”, finalizou.

A obra custará R$ 12 milhões, para a parte de engenharia, e R$ 2 milhões para as indenizações dos moradores. Além disso, o projeto da avenida será inovador, com baias para que os ônibus parem sem interromper o fluxo e iluminação com lâmpadas led em toda a sua extensão.

O secretário da Infraestrutura, Luiz Durval, a obra tem previsão para ser concluída em 12 meses, devido complexidade da obra. “Trata-se de uma ampliação de uma Avenida já existente e em operação. Não podemos interditar 4,2 km de avenida e simplesmente fazermos um canteiro de obras. Os moradores não ficariam satisfeitos se fizéssemos isso, por isso a obra será realizada em etapas”, explicou.

Trânsito

O superintendente da SMTT, Nelson Felipe, esclareceu que, durante a obra de ampliação da Euclides Figueiredo, serão criadas rotas alternativas. “Trabalharemos no intuito de minimizar o transtorno causado pela obra. As rotas servirão para que, mesmo gastando um pouco mais de tempo, as pessoas possam chegar a seus destinos. Vias paralelas serão utilizadas, usando como exemplo os desvios que foram criados na obra do bairro 13 de Julho”, reforçou.

Check Also

Presidente da Câmara de Canindé  Adilson Galindo destaca atuação de vereadores na pandemia e ações de conscientização

A atuação dos vereadores canindeenses  nas ações de enfrentamento e combate à pandemia da Covid-19 foi ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.