Jailton apresenta solução para impasse entre feirantes dos mercados e PMA

E-mail Imprimir PDF

Jailton Os feirantes que trabalham no complexo dos mercados centrais de Aracaju estão insatisfeitos com a cobrança pela ocupação das vagas do novo modelo de estacionamento rotativo da capital, implantado nessa segunda-feira (14). Durante o pequeno expediente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), nesta terça-feira (15), o vereador Jailton Santana (PSC) apresentou uma sugestão para resolver o impasse sem prejudicar nenhuma das partes.

O parlamentar reforçou a importância do sistema de rotatividade no centro comercial para garantir a mobilidade urbana, mas propôs que sejam reservadas vagas específicas para os feirantes de forma gratuita.

“Quem precisa vir ao centro fazer compras tinha dificuldade para encontrar um local para estacionar e com o estacionamento, essa questão será resolvida, mas por outro lado, os feirantes estão preocupados porque pode faltar espaço para eles e, além disso, eles terão que tirar dinheiro da pequena renda que fazem com a venda dos produtos. Estamos sugerindo que sejam destinadas vagas para que os feirantes estacionem seus carros e possam fazer a carga e descarga dos alimentos”, afirmou Jailton.

Ainda de acordo com a proposta, os feirantes seriam cadastrados e receberiam uma carteira de identificação para o acesso às vagas. Em contrapartida, a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) compensaria as vagas. “No bolsão principal do mercado foram disponibilizadas 600 vagas, a Prefeitura poderia destinar cerca de 50 para os feirantes e a empresa utilizaria outra via para repor essas vagas”, indicou Santana, acrescentando que vai encaminhar a questão para a SMTT.

O parlamentar aproveitou para destacar que a reclamação dos taxistas por conta da mesma questão já foi resolvida pela Prefeitura. “A empresa retirou as placas do rotativo e voltou a respeitar as áreas destinadas aos taxistas”, comemorou Jailton.

Quero trazer uma preocupação que vem afetando os feirantos dos  mercados que ficam no completo de três unidade aqui no centro de Aracaju. A prefeitura implantou o sistema de estacionamento rotativo que é muito importante em nossa capital porque de fato sua implementação tem gerado problemas entre comercianrte, feirantes dos mercados  ea dminsitraão municipal já que toda a rea que compreende  estacionamento nas proximidades dos mercados foram destinadas ao rotativo aju, é importante porque quem precisa  vir ao centro ou ir ao mercado fazer compra muitas vezes tem dificuldades de encontrar vagas de estacionamento, mas por outro lado temos outro problema gerado, que é a falta de espaço para os comerciantes da região  mwercado Thales Ferraz, albano franco e Antonio franco, estamos levando a proposta a prefeitura para que neste trecho dificuldade em encontra área para estacionar, tirar do que eles ganham no dia a dia vendendo os alimentos, não destinar vagas para estes feirante, estacionem, carga e  descarga há necessidada do pagemtno de estacionamento, a prefeitura de forma acertada fez diferente das outras áreas, aqui a permenencia será de quatro horas sem que o proprietário tenha que pagar mais por conta de ultrapassar o horário de duas horas, a nossa proposta visa fazer com que a pma destine área para os feirante, tenha uma carteira  identifiando que ele é feirante para que ele possa estacionar o veiculo e não vem enfrentar o dilema, é uma meta importante para garantir a mobilidade urbana no centro, mas tm afetado, a prefeitura já foi alertada, o secretario de comunicação para que procure a smtt , disponibilize vagas, tão logo a empresa instalou as placas tivemos problemas com taxistas e a prefeitura fez com que a emprsa retissasse as placas e obedecese a área destinada aos taxis em Aracaju , temos outra área, hotel palace onde tambpém gerou problema e afetando feirantes dos mercados , cartão que identifique, bolsão principal do mercado tem 600 vagas,  poderia destinar 50 vagas para os feirantes a empresa utilize outra via para compensar esta área.

Foto: Acrisio Siqueira

Check Also

Defensoria Pública solicita informações à Energisa sobre método de corte de energia por recuperação de consumo

A Defensoria Pública do Estado de Sergipe, por meio do Núcleo do Consumidor, expediu ofício ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.