Jackson admite que nº de homicídios é alarmante em SE

jackson

 

 

Governador solicitou a presença da Força Nacional por 12 meses

“Os índices de homicídio estão se alarmando em todo o Estado de Sergipe e eu já solicitei ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o emprego da Força Nacional de Segurança Pública no Estado de Sergipe, por um prazo 12 meses no mínimo, para que a gente possa melhorar a nossa condição de prestar uma segurança melhor à nossa sociedade, assim como o ministro fez no Estado de Alagoas”. A afirmação foi feita na manhã desta segunda-feira, 16 pelo governador Jackson Barreto (PMDB), durante coletiva de imprensa no Palácio de Veraneio, quando do retorno ao Governo [estava afastado se recuperando de uma cirurgia no pé].

Na ocasião, Jackson Barreto assinou um decreto criando o Gabinete de Resultados para a Segurança Pública, visando estabelecer zonas especiais em Sergipe, para que o trabalho seja desenvolvido pelos setores policiais, levando em conta o número de homicídios por região e por municípios.


“Já estou calçando os sapatos e com essa vontade imensa de trabalhar e que Deus nos abençoe nessa caminhada. Tá difícil, mas pior é se a gente não colocar a cabeça, o coração e o pé pra funcionar”, complementa.
“Os índices de homicídios estão assustadores e isso assusta o Governo e a sociedade como um todo. Eu observei que os índices de Alagoas estão diminuíndo e nós precisamos de mais investimentos para a segurança, já fizemos concursos para a polícia civil, para a perícia, vamos construir um novo IML e vamos reverter essa situação”, destaca acrescentando que o pé ainda continua em tratamento.

Mapa

O secretário de Estado da Segurança Pública, Mendonça Prado explicou que o objetivo do decreto é de integrar as atividades.

Mendonça Prado: “Faremos algo similar ao Estado de Pernambuco”

“O ano inteiro nós passamos consolidando dados da Polícia Militar e da Polícia Civil, estamos estabelecendo um novo mapa de atuação das duas polícias, onde as regiões geográficas terão estatísticas monitoradas pelo Gabinete de Operações da SSP e logicamente pelo Comando das duas forças de segurança. É algo similar ao que ocorreu no Estado de Pernambuco, monitorando em cada região o número de homicídios, de roubos e furtos, para que tenhamos em 2016, políticas mais eficientes e possamos reduzir as taxas de violência no Estado de Sergipe ou o acompanhamento direto daqueles que estão à frente das ações coordenando as áreas integradas”, afirma.

Por Aldaci de Souza

Check Also

Georgeo volta a externar preocupação com Hospital João Alves

Por Habacuque Villacorte O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) participou da Sessão Extraordinária Remota da ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.