Ivaldo Jose lamenta a suspensão de concursos públicos federais

Ivaldo

O vereador Ivaldo José (PSD) nesta quarta-feira (16) lamentou a medida anunciada pela presidente da República Dilma Rousseff (PT), suspendendo a realização de concursos públicos federais para o ano de 2016. “Essa atitude prejudica de forma grave diversos estudantes que se preparam para dar uma oxigenada na sua carreira como servidor público federal”, disse.

De acordo com o vereador, essa medida de contenção de gastos afeta uma parcela da população brasileira que não tem nada a ver com toda essa crise financeira que foi instalada no país. “Essas pessoas não querem nada mais que conseguir uma vaga de emprego, através de uma maneira descente que é o concurso público”, opinou. Ivaldo acrescentou que “muitos estudantes estão chorando porque não terão a oportunidade de passar por testes e ter a esperança de ser convocado para um emprego público”.

Para ele, “essas pessoas estão tendo o direito usurpado. Tenho esperança que a presidente Dilma mude de ideia e volte atrás com sua decisão”, disse Ivaldo, cujo pronunciamento foi aparteado pelos vereadores Anderson de Tuca (PRTB), Iran Barbosa (PT) e Emmanuel Nasciemnto (PT).

Qua, 16 de Setembro de 2015 10:56 Viviane Cavalcante

E-mail Imprimir PDF

IvaldoO vereador Ivaldo José (PSD) nesta quarta-feira (16) lamentou a medida anunciada pela presidente da República Dilma Rousseff (PT), suspendendo a realização de concursos públicos federais para o ano de 2016. “Essa atitude prejudica de forma grave diversos estudantes que se preparam para dar uma oxigenada na sua carreira como servidor público federal”, disse.

De acordo com o vereador, essa medida de contenção de gastos afeta uma parcela da população brasileira que não tem nada a ver com toda essa crise financeira que foi instalada no país. “Essas pessoas não querem nada mais que conseguir uma vaga de emprego, através de uma maneira descente que é o concurso público”, opinou. Ivaldo acrescentou que “muitos estudantes estão chorando porque não terão a oportunidade de passar por testes e ter a esperança de ser convocado para um emprego público”.

Para ele, “essas pessoas estão tendo o direito usurpado. Tenho esperança que a presidente Dilma mude de ideia e volte atrás com sua decisão”, disse Ivaldo, cujo pronunciamento foi aparteado pelos vereadores Anderson de Tuca (PRTB), Iran Barbosa (PT) e Emmanuel Nasciemnto (PT).

Check Also

Presidente da Câmara de Canindé  Adilson Galindo destaca atuação de vereadores na pandemia e ações de conscientização

A atuação dos vereadores canindeenses  nas ações de enfrentamento e combate à pandemia da Covid-19 foi ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.