Gilson Andrade destaca a importância da vacinação e faz alerta sobre a superbactéria KPC

foto dep gilson

O deputado Gilson Andrade (PTC) utilizou a tribuna no grande expediente desta terça-feira, 9, para abordar dois assuntos distintos, embora na área da saúde. Primeiro ele falou sobre o Dia Nacional da Imunização, comemorado hoje. De acordo com o parlamentar, o Brasil tem evoluído bastante neste quesito, pois no passado muitas doenças vitimavam crianças deixando sequelas, mas hoje, muitas delas estão praticamente extintas.

“Eu que me formei em 1988, quando fiz o estágio em Pediatria me deparei com vários casos de Sarampo, Rubéola e em alguns, crianças chegaram a falecer em função da doença, já outras, hoje adultas, apresentam sequelas em decorrência da Poliomielite, a Paralisia Infantil, por exemplo. Graças a eficácia das vacinas que estes tipos de doenças praticamente não existem, pois é muito difícil encontramos um jovem com este problema”, salientou ressaltando que muitas vacinas são produzidas no país e de forma atuante, independente do governos são distribuídas para a população brasileira através do Ministério da Saúde.

Gilson Andrade também disse que graças a participação efetiva da população que percebeu a importância da vacinação muitas doenças estão deixando de existir em nosso país. “Outras estão sendo colocadas à disposição da população, a exemplo da vacina contra a gripe, hepatite e desde o ano passado contra o papilomavírus humano, o HPV. Tenho certeza que num futuro próximo vamos deixar de ter centenas de casos de câncer de colo uterino porque a vacina contra o HPV vem exatamente para prevenir o vírus”, declarou.

“Quero aqui nesse momento parabenizar todas as pessoas envolvidas nesse processo, desde os cientistas que descobrem as vacinas, os laboratórios que fabricam, os profissionais do Ministério da Saúde, das secretarias de Estado e Municipais da Saúde, os agentes de saúde que conscientizam a população sobre necessidade e importância da vacinação através da realização das campanhas. Hoje o Brasil é exemplo para outros países em relação ao seu sistema de vacinação que com avanços significativos vem reduzindo mortes na infância. Isso é um ganho extraordinário”, destacou.

Alerta sobre a superbactéria KPC

O outro assunto mencionado no discurso do deputado Gilson Andrade foi sobre a bactéria KPC – Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase, a “superbactéria”, detectada no Hospital de Urgências de Sergipe – HUSE e que já vitimou até aquele momento duas pessoas que chegaram a óbito.

“Encontrada no trato intestinal faz bem ao organismo, mas em algumas condições se torna resistente aos antibióticos, por isso que é denominada superbactéria. Pouquíssimos antibióticos são sensíveis e aqui em Sergipe só tem um, que é a Amicacina”, frisou, dizendo que a situação consiste em um quadro alarmante para população leiga. “Imagine hoje você estar com algum familiar internado no HUSE, sabendo que ali existe uma superbactéria que já acometeu duas pessoas que morreram, e tem mais nove contaminadas sem sintomas e três com sintomas em estado gravíssimo. Não estou aqui querendo fazer alarde mas é difícil para a população que tem seu parente internado ficar tranquilo num momento grave desse, da mesma forma do profissional que ali trabalha e que ao ir para sua casa teme em contagiar seus familiares”, explicou, frisando que em sua concepção, esta situação que está ocorrendo devido a três fatores: a higiene não adequada no meio hospitalar até mesmo por falta de material, o caso de superlotação e o uso descontinuado de antibiótico substituindo-o por outro possibilitando, assim, que a bateria sofra mutações em seu DNA e passe a ser resistente.

“Quero aqui parabenizar a direção clínica do HUSE pelas medidas que estão sendo tomadas a exemplo do isolamento dos leitos de UTI´s e a transferência dos pacientes da ala verde para outros hospitais, a exemplo do Hospital da Polícia – HPM. Isso já poderia ter sido feito há muito tempo não apenas nessa situação de crise, pois desta forma, reduziria a superlotação cotidiana do HUSE. Faço apelo para que nesse momento o Governo possa resolver parte deste problema, pois temos 10 leitos de UTI´s no Hospital de Jessé Fontes, em Estância que nunca funcionaram e também que fossem reativados os leitos do HPM. Estou preocupado com essa situação não quero que venha se agravar”, evidenciou.

Apartes

O deputado Francisco Gualberto (PT) disse que nunca fica contra quando uma reivindicação caminha no sentido de melhorar, como a apresentada pelo deputado Gilson Andrade, salientando que com relação a saúde ele tem mantido o equilíbrio e que em suas colocações vem a contribuir com o gestor no sentido de avançar no quesito saúde no Estado. Capitão Samuel (PSL) parabenizou e foi solidário a atenção de Gilson Andrade na situação apresentada em seu discurso.“É necessário que na crise, se tente construir algo que fique perene e se tente buscar esforços necessários”, se referindo a abertura dos leitos de UTI´s do HPM e do Hospital em Estância.

Grata,

Autimira Menezes

Check Also

Canindé: Hugo de Pank toma posse no Parlamento Municipal

  Um dos vereadores eleitos mais jovens da história de Canindé de São Francisco, Hugo ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.