Entrevista exclusiva com o novo gestor de Canindé de São Francisco Ednaldo Vieira Barros (Ednaldo da Farmácia)

Após a morte do prefeito de Canindé de São Francisco, Orlando Porto de Andrade (Orlandinho), o vice-prefeito Ednaldo Vieira Barros (Ednaldo da Farmácia) foi empossado oficialmente no cargo na manhã desta terça-feira, 7.

Em entrevista ao Portal Sergipe News, Ednaldo Vieira informou que pretende analisar a situação da Prefeitura. “Primeiro quero ter conhecimento de tudo o que está acontecendo, para depois tomar decisões sobre secretariados e atividades a serem executadas na cidade”, explica.

Durante entrevista, o prefeito empoçado, falou sobre as principais prioridades à frente da Prefeitura. “Preciso cuidar das pessoas que vive um momento crítico pela falta d’água, uma taxa enorme de desempregado devido a atual crise econômica, são desafios que estamos preparados para prosseguir, com muita luta e fé”. Disse Ednaldo.

 

1 -Como é chegar a prefeitura, em uma situação desconfortável  como aconteceu em Canindé com a morte precoce de Orlandinho, Ednaldo?

 

Res. Claudio, triste, transtornado com o acontecimento.  Confesso que pegou os canindeenses de surpresa Eu tinha dito a alguns amigos que chegar a prefeitura pela forma como aconteceu é algo que não me passava pela cabeça.

 

2 –  O que esperar de sua gestão frente à prefeitura de Canindé?

 

Resp. Dar continuidade ao trabalho de Orlandinho, nas camadas mais pobres de Canindé. Não queremos ser melhor, nem pior, mais dentro de nossas possibilidades entendemos que podemos copiar. Orlandinho deixou muita coisa boa para o seu povo. Eu tenho a seguinte opinião, o que é bom deve ser copiado.

 

3 –  Preparado prefeito Ednaldo para administrar coisas públicas, já que você já foi  na área privada sendo um empresário bem sucedido ?

 

Res. São áreas distintas Claudio, áreas que requer uma atenção redobrada, pois no contexto público, é dinheiro público, não é meu. Tenho 32 anos como administrador, uma larga experiência. Filtramos uma parte como experiente comerciante para o setor público e tenho certeza que não vou sentir tanta diferença.

 

3 – Perfil de Ednaldo prefeito para gerir a prefeitura de Canindé?

 

Resp. Vou governar com todos. Com uma equipe. Na farmácia eu tenho uma equipe de profissionais que me ajuda. Na prefeitura não será diferente. Logico que na prefeitura nós temos uma demanda maior, várias exigências e pedidos. O sucesso da administração está na equipe de trabalho. Se os tentáculos da árvore não funcionar, quem sofre é o povo e o prefeito vai pagar por isso.

 

           4 – “A caneta é a minha, não vou ceder a pressões, a palavra final será a minha. Por que usou essas palavras PREFEITO?

 

 

Resp.  Claudio, todos vão ter a oportunidade de opinar, de dar suas ideias, acatarei com o maior prazer. Sou muito paciente, até as vezes sou questionado pelo meu jeito de ser. Agora na hora de tomar decisões, serão coesas. Deixei bem claro em minhas falas na Arena Carlos Magalhaes, todos terão oportunidade, saberei ouvir a todos, agora mandar na administração é outra coisa, quem manda na administração, quem tem a palavra final, é quem tem a caneta na mão sou eu. As pessoas precisam ter o cuidado de não quererem causarem restrições, não arranharem o relacionamento que essa é a minha principal preocupação, que cada um ocupe seu lugar deforma sensata para não arranhar o relacionamento, mais como sou um cara de muito discernimento eu farei o possível para que a harmonia permaneça em nome da CHAMA CHAMADA ORLANDINHO. Eu quero que está chama esteja mantida em nosso governo.

 

5 – A família Andrade, qual a importância dela em sua administração?

 

Resp. Quando se fala em gratidão, eu direciono a família ANDRADE. Eu seria ingrato em um momento como esse eu virasse as costas para essa família. Vamos estar juntos governando Canindé. Os Andrades terão seu reconhecimento, sua participação, sem nenhuma dúvida e sem medo de errar. Até porque foram eles, que me trouxeram verdadeiramente para o processo direto da política, levantaram minha bandeira com muita frequência com muito fervor, com muito compromisso. Eu me emociono quando ouvir do conselheiro Ulisses Andrade no velório de Orlandinho, as seguintes palavras: Ednaldo muito obrigado, a cada dia que se passa você vem provando sua  lealdade a nossa família, por isso, eu mesmo longe de você, tenho protegido a sua personalidade, tenho levantado a sua bandeira quanto a política de Canindé , você é a nossa pessoa de confiança em Canindé de São Francisco, essas foram as palavras do conselheiro, me emociona, mais não mim envaidece, massageia meu ego me conforta. Já mais serei ingrato com a família Andrade, politicamente ou não.

 

6 – Seu maior desafio prefeito, nesse primeiro momento?

 

Resp. É notório que o país passa por uma grande crise econômica. Voltando ao nosso município, nossa realidade, o nosso desafio hoje está sendo a seca. Graças a Deus mesmo com a queda da receita, os recursos que entram, estamos conseguindo priorizar a folha de pagamento dos funcionários, estamos dando um suporte aos carros pipas na medida do possível, sabemos que temos que ampliar. Claudio vivemos  uma situação de calamidade em nosso município o povo sertanejo está sofrendo. Vejo que é um grande desafio, sem a receita de anos anteriores, e trabalhar com o que tem.  Precisamos superar a crise com boa vontade com atitude. Usaremos alguns critérios, como priorizar os irmãos na zona rural, com a falta de agua, depois a questão do desemprego, e terceiro lutar pela volta dos recursos. Como temos uma equipe fantástica que vai dar continuidade em nossa gestão, acreditamos em dias melhores.

7- Como será o relacionamento entre o executivo e o legislativo em Canindé?

 

Resp. Sempre tive o cuidado de transitar bem nas administrações de Canindé. De forma tranquila nunca constituir  inimigo nesses anos morando no município. Nesse momento a paz reina, entre o executivo e o legislativo. Temos um relacionamento fantástico, tem um presidente que está fazendo um papel dentro de suas limitações da sua melhor forma possível. Farei o possível para que a câmara de Canindé e o nosso governo, trabalhem juntos para o nosso povo.

 

8 – Haverá mudança nesse primeiro momento prefeito em seu secretariado?

 

Resp. Na verdade não é pensamento nosso mexer com a estrutura, até porque estamos pegando o barco andando, e eu seria até injusto em mexer na estrutura agora. Remanejamento fazem parte de qualquer gestão, mais no momento não passa pela minha cabeça, e se houver, será para aquecer o compromisso de cada um como o nosso projeto.  Quero ver de perto, olhando olho a olho de cada um auxiliar, que temos uma equipe compromissada com a nossa administração, não só com o salário. Claro que Orlandinho tinha uma forma de administrar, eu já tenho a minha. Vão existir critérios, mas não é pensamento nesse momento ter que mudar alguma coisa.  Vai depende de cada um. É hora de darmos as mãos em prol do povo. Eles esperam uma administração participativa, com ações e não só discursos.

 

 

 

9 – Sua atuação nos bastidores, em ajudar os mais carentes irá continuar, agora como prefeito?

 

Resp. Na realidade vai mudar muito, mais para melhor. Eu sempre trabalhei particularmente o social em Canindé. Nunca precisei dar ibope nem usar isso para me vangloriar nem para o uso político. Tá na bíblia fazer o bem sem olhar aquém. Como gestor iremos ter um olhar especial para a classe carente. Vamos ter uma política voltada para os necessitados. Não tenha dúvida que vamos trabalhar para isso, ajudar os necessitados ampliar nossa atuação nessa área. Eu sou testemunho de graças alcançadas através de ajudar o próximo.

 

 

10 – Sua família, qual a importância nesse processo que você está vivendo hoje?

 

Resp. Tem tudo haver. Ela sempre foi importante em todas as áreas da minha vida, meu suporte. Debora (esposa) nunca quis que eu fosse para o processo direto da política, mas sempre deixou comigo a última palavra. Ela sempre disse que eu sou adulto e sei o que quero. A engrenagem de nossa administração passa por ela. Ela será uma peça importante nesse processo, eu não tenho dúvida que ao lado dela daremos uma grande contribuição para os canindeenses. Claudio, ela é considerada nos meios políticos de Canindé mais política do que eu. Ela é de família política, a origem justifica, mesmo assim nunca me motivou para que eu fosse para um processo direto, só dizia, que tudo que eu consegui na vida foi sem precisar ir para um processo político, mais se era minha vontade, todos em minha casa respeitavam a minha decisão.

 

11 – Considerações finais

 

Resp. Agradecimento Deus, a você, sucesso ao site Sergipe News, agradeço as inúmeras ligações recebidas durante a semana, me desejando sucesso, enfim, só tenho a agradecer e dar continuidade ao trabalho de Orlandinho, ao grande legado deixado por ele.

 

Check Also

Havan vai inaugurar loja em Aracaju no dia 17 de junho

Havan vai inaugurar loja em Aracaju no dia 17 de junho ECONOMIA em 8 jun, 2021 ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.