Adolescente com encefalopatia e mioclonias consegue tratamento através da Defensoria Pública

foto defensoria

Pai desesperado recorreu ao Núcleo da Saúde para salvar vida da menor que está internada no hospital 

 

A Defensoria Pública do Estado de Sergipe, por meio do Núcleo da Saúde (Nudese), obteve liminar favorável em menos de 24 horas e o sequestro da conta do Estado para custear as despesas de um medicamento para tratamento de encefalopatia e mioclonias na região do córtex cerebral de uma adolescente de 13 anos.

 

O enfermeiro Gilvan Mendes de Farias Alves relatou que sua filha, Melissa Mendes de Farias Alves, se encontra internada no Hospital e precisa urgentemente do medicamento Rituximabe 500mg durante quatro semanas. “Inicialmente minha filha ficou sem forças para movimentar o lado esquerdo do corpo, teve convulsões, bronco aspiração, diminuição do nível de consciência e logo após passou a respirar somente com a ajuda de aparelhos, ficando em semicoma”, contou emocionado.

 

De acordo com o relatório médico, Melissa Mendes foi internada no último dia 30 de março com quadro de movimentos anormais e alteração comportamental e da consciência. Diante do agravamento de saúde da menor, o defensor público e coordenador do Núcleo da Saúde, Saulo Lamartine, ingressou com ação condenatória com pedido de antecipação de tutela em face do Estado de Sergipe para que fosse fornecido o medicamento no prazo de 24 horas.

 

“A saúde é um direito de todos e é dever do Estado garantir políticas sociais e econômicas que visem à redução/eliminação do risco de doença e de outros agravos. Nessa senda, considerando o grave quadro da assistida, o Núcleo de Saúde a fim de evitar o agravamento da doença e até a morte da menor, manejou ação objetivando que fosse cominada ao Estado a obrigação de fornecer o medicamento solicitado pelo médico”, disse o defensor público Saulo Lamartine.

 

A ação foi peticionada em 29 de maio e no mesmo dia a Defensoria Pública obteve liminar favorável. O juiz do Juizado da Fazenda Pública, Daniel Leite da Silva, determinou que o Estado de Sergipe fornecesse de forma urgente o medicamento Rituximabe no prazo de 72 horas.

 

Descumprimento – Diante do descumprimento da liminar por parte do Estado, a Defensoria Pública pleiteou o seqüestro do valor do tratamento de pouco mais de R$ 32,2 mil, sendo deferido pelo magistrado que determinou a transferência da importância para a conta do Hospital Primavera para que seja feito o tratamento de forma urgente.

 

Emocionado com o resultado, Gilvan Mendes enaltece o trabalho da Defensoria Pública. “Nunca precisei da Defensoria Pública e como se tratava de um tratamento caro, decidi procurar ajuda. Desde o primeiro dia que estive na instituição fui muito bem acolhido pelos servidores e pelo defensor público, que se envolveram no caso e se colocaram no lugar de um pai desesperado. Só tenho a agradecer à todos da Defensoria e, onde estiver, com certeza indicarei essa instituição que só têm profissionais que nos acolhe nos momentos mais difíceis”, destacou.

Check Also

Havan vai inaugurar loja em Aracaju no dia 17 de junho

Havan vai inaugurar loja em Aracaju no dia 17 de junho ECONOMIA em 8 jun, 2021 ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.