Academia da Cidade atrai dezenas de adeptos

Entre maio e junho deste ano foram inaugurados três novos pólos do Programa Academia da cidade e um foi reaberto (na Visconde de Maracaju, no bairro 18 do Forte). Os novos locais destinados à prática de atividades físicas estão localizados no conjunto Tiradentes, bairro Mosqueiro e povoado Areia Branca, e já contam com cerca de 250 alunos distribuídos nesses três pontos.

O Programa Academia da Cidade, que faz parte da Coordenação de Promoção à Saúde (Cops) da Saúde de Aracaju possui agora 24 pólos espalhados pela capital mobilizando a população para a prática de atividades físicas. Segundo o coordenador do Programa, Ivan do Nascimento Soares, todos os pólos possuem profissionais da área de educação física, capacitados para o desempenho das funções.

“Trabalhamos com atividades lúdicas, que vão desde a dança até um treino funcional. O nosso maior objetivo é atuar na diminuição das doenças crônicas mais comuns entre os brasileiros, obesidade, hipertensão e diabetes e isso tem sido alcançado. Conseguimos reduzir o número de usuários nas Unidades de Saúde da Família com complicações dessas patologias, a partir do momento em que eles começaram a participar destas atividades físicas”, ressaltou.

Ainda segundo Ivan, qualquer pessoa que deseje fazer parte, basta procurar o pólo mais próximo, munido de carteira de identidade, cartão do SUS e comprovante de residência. Todos os pólos funcionam de 5h às 8h e de 15h às 18h. O da praça Tobias Barreto, no bairro são José tem a proposta de ter o horário um pouco mais estendido, até as 19h, mas para isso depende da adesão da população.

Academia da Cidade

O programa Academia da Cidade acontece desde 2004 e já recebeu mais de 10.000 pessoas em toda a sua história. As atividades vão desde a ioga até a aeróbica e o projeto cria um espaço que promove convívio social, sempre prestando atenção na saúde dos participantes.

A Academia da Cidade está ainda mais bem equipada em 2015. Foram comprados estepes, colchonetes, halteres, caneleiras, faixas elásticas, tensiômetros, estadiômetros, estetoscópios, além de equipamentos de som. Um investimento de cerca de R$ 100 mil.

 

O acesso à Academia da Cidade é totalmente gratuito e a sua adesão é baseada na divulgação entre os próprios participantes, que chamam amigos e parentes para acompanhá-los nos exercícios. Como a academia acontece em praças ao ar livre, muitos moradores no entorno se interessam e acabam se juntando ao projeto. Hoje, ao todo, participam cerca de 1.500 pessoas.

Check Also

Vacinação em Estância é ampliada para idosos acima de 65 anos 07/04/2021 às 07h02 Noticia ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.