Prefeito Padre Inaldo é inocentado e investigação é arquivada por falta de provas

Procurador Geral do MPE explica o motivo do arquivamento da investigação da Operação Indenizar-se 2

 

O Procurador Geral do Ministério Público do Estado, Eduardo D’ávila, disse à CBN que a Assembleia Legislativa reduziu as verbas indenizatórias e corrigiu erros administrativos na comprovação destes gastos. As medidas fazem parte do termo de conduta que foi assinado com os deputados estaduais investigados na chamada Indenizar-se 2. Em entrevista exclusiva, o Procurador defendeu a legalidade do acordo e o arquivamento da investigação por falta de provas.

O Padre Inaldo como os demais deputados, foi inocentado e o processo foi arquivado.  A Assembleia Legislativa teve que assinar um termo de ajustamento de conduta e na adequação de procedimentos de controle. Na esfera criminal, a ação da Assembleia foi arquivada por falta de provas.

 

Check Also

Pastor Joanan cobra recolocação dos quebra-molas nos conjuntos João Alves e Fernando Collor

A sessão inaugural de 2019 também contou com a presença do vereador Pastor Joanan em ...