Mattos espera justiça da Conmebol após denúncia: “Somos vítimas”

O Palmeiras foi denunciado no Comitê de Disciplina da Conmebol por causa do comportamento dos jogadores e torcedores na briga com rivais do Penãrol, do Uruguai, no estádio Campeón del Siglo, em duelo pela Taça Libertadores, na semana passada, em Montevidéu. O diretor de futebol clube, Alexandre Mattos, disse confiar na defesa do Verdão. Em entrevista ao “Seleção SporrTV”, o dirigente afirmou que o Alviverde é vítima e espera que o episódio de violência deixe um legado de mudanças para os próximos jogos da competição.

– Somos vítimas. Quem estava lá passou muito aperto. O torcedor passou muito aperto. O que levantamos é uma bandeira não só do Palmeiras. Daqui a pouco vamos ter oitavas, quartas, e outros times brasileiros que não podem passar por isso de novo – disse.

Alexandre Mattos Palmeiras (Foto: César Greco / Ag. Palmeiras / Divulgação)Alexandre Mattos, diretor de futebol do Palmeiras (Foto: César Greco / Ag. Palmeiras / Divulgação)

O dirigente afirmou acreditar que será feita justiça a favor do Alviverde e declarou que conta com o bom-senso do presidente da entidade, Alejandro Dominguez.

– Não é retirar a denúncia, vamos nos defender. O Palmeiras começou este processo no próprio estádio após a partida, mostrando toda nossa indignação, repúdio à falta de segurança, tudo que nós vimos. O que infelizmente todos sabiam que poderia acontecer pelo histórico, que acontece muito forte com esse adversário. O que podemos fazer é dar apoio ao nosso departamento jurídico, que vem trabalhando nisso com maestria, sabendo que o que nós buscamos é a justiça, que o Palmeiras, baseado em tudo que ocorreu, tenha um julgamento justo. As coisas acontecem e a gente confia muito que a Conmebol, através no novo presidente Alejandro, que sempre se mostrou muito sério e tem bom-senso, puna quem tem quer ser punido. O Palmeiras que tenha justiça. E bola para frente, vamos focar no que tem que fazer hoje à noite, que é o principal (duelo com o Jorge Willstermann, na Bolívia).

Mattos destacou que o Palmeiras está contando com a ajuda da Confederação Brasileira de Futebol e do presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos. O dirigente disse esperar que cenas de violência como as vistas na vitória do Palmeiras por 3 a 2 sobre o Peñarol não sejam mais vistas na Libertadores.

– Prontamente, principalmente o Reinaldo. Já falamos após o jogo. Está nos auxiliando bastante. Presidente Maurício (Galiotte) esteve na Conmebol com o presidente Alejandro mostrando os pensamentos do Palmeiras. Pedindo justiça, que seja bastante justo. Sobre as estratégias do departamento jurídico, quem está contratando ou não, quando menos falar é melhor. Importante é que os fatos estão aí. Todos os críticos, no nosso país, estamos conseguindo mostrar que precisamos de uma mudança. Anos atrás foi o Flamengo, foi o Grêmio, o Santos. Daqui a pouco vai ter de novo. Temos que acabar com isso. Odeio falar que “isso” é a Libertadores. Não é a Libertadores, é vandalismo, mau-caratismo. Não podemos ter qualquer tipo de participação nisso. Palmeiras foi lá jogar bola, fez um péssimo primeiro tempo, fez um ótimo segundo, ganhou na bola.

O Palmeiras é o líder do Grupo 5 da Libertadores, com 10 pontos, e depende de apenas um empate nesta quarta-feira, contra o Jorge Wilstermann, da Bolívia, para avançar às oitavas de final. O jogo acontece às 21h45 (de Brasília), no estádio Félix Capriles, com transmissão ao vivo do SporTV.

Claudio Junior

Check Also

Edvaldo enviará para Câmara projeto que revoga aumento de 30% do IPTU

17/08/2017 – 13h05 Comissão foi recebida no gabinete do prefeito (Fotos: Marco Vieira) Edvaldo recebe ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.