Mattos espera justiça da Conmebol após denúncia: “Somos vítimas”

O Palmeiras foi denunciado no Comitê de Disciplina da Conmebol por causa do comportamento dos jogadores e torcedores na briga com rivais do Penãrol, do Uruguai, no estádio Campeón del Siglo, em duelo pela Taça Libertadores, na semana passada, em Montevidéu. O diretor de futebol clube, Alexandre Mattos, disse confiar na defesa do Verdão. Em entrevista ao “Seleção SporrTV”, o dirigente afirmou que o Alviverde é vítima e espera que o episódio de violência deixe um legado de mudanças para os próximos jogos da competição.

– Somos vítimas. Quem estava lá passou muito aperto. O torcedor passou muito aperto. O que levantamos é uma bandeira não só do Palmeiras. Daqui a pouco vamos ter oitavas, quartas, e outros times brasileiros que não podem passar por isso de novo – disse.

Alexandre Mattos Palmeiras (Foto: César Greco / Ag. Palmeiras / Divulgação)Alexandre Mattos, diretor de futebol do Palmeiras (Foto: César Greco / Ag. Palmeiras / Divulgação)

O dirigente afirmou acreditar que será feita justiça a favor do Alviverde e declarou que conta com o bom-senso do presidente da entidade, Alejandro Dominguez.

– Não é retirar a denúncia, vamos nos defender. O Palmeiras começou este processo no próprio estádio após a partida, mostrando toda nossa indignação, repúdio à falta de segurança, tudo que nós vimos. O que infelizmente todos sabiam que poderia acontecer pelo histórico, que acontece muito forte com esse adversário. O que podemos fazer é dar apoio ao nosso departamento jurídico, que vem trabalhando nisso com maestria, sabendo que o que nós buscamos é a justiça, que o Palmeiras, baseado em tudo que ocorreu, tenha um julgamento justo. As coisas acontecem e a gente confia muito que a Conmebol, através no novo presidente Alejandro, que sempre se mostrou muito sério e tem bom-senso, puna quem tem quer ser punido. O Palmeiras que tenha justiça. E bola para frente, vamos focar no que tem que fazer hoje à noite, que é o principal (duelo com o Jorge Willstermann, na Bolívia).

Mattos destacou que o Palmeiras está contando com a ajuda da Confederação Brasileira de Futebol e do presidente da Federação Paulista de Futebol, Reinaldo Carneiro Bastos. O dirigente disse esperar que cenas de violência como as vistas na vitória do Palmeiras por 3 a 2 sobre o Peñarol não sejam mais vistas na Libertadores.

– Prontamente, principalmente o Reinaldo. Já falamos após o jogo. Está nos auxiliando bastante. Presidente Maurício (Galiotte) esteve na Conmebol com o presidente Alejandro mostrando os pensamentos do Palmeiras. Pedindo justiça, que seja bastante justo. Sobre as estratégias do departamento jurídico, quem está contratando ou não, quando menos falar é melhor. Importante é que os fatos estão aí. Todos os críticos, no nosso país, estamos conseguindo mostrar que precisamos de uma mudança. Anos atrás foi o Flamengo, foi o Grêmio, o Santos. Daqui a pouco vai ter de novo. Temos que acabar com isso. Odeio falar que “isso” é a Libertadores. Não é a Libertadores, é vandalismo, mau-caratismo. Não podemos ter qualquer tipo de participação nisso. Palmeiras foi lá jogar bola, fez um péssimo primeiro tempo, fez um ótimo segundo, ganhou na bola.

O Palmeiras é o líder do Grupo 5 da Libertadores, com 10 pontos, e depende de apenas um empate nesta quarta-feira, contra o Jorge Wilstermann, da Bolívia, para avançar às oitavas de final. O jogo acontece às 21h45 (de Brasília), no estádio Félix Capriles, com transmissão ao vivo do SporTV.

Claudio Junior

Check Also

ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DA REGIÃO RIO FUNDO III ENTRE AS MAIS ATUANTES DO ESTADO

              Associação recebera homenagem em novembro na Rádio e TV Aperipe     ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.