Itabaiana: 230 operários trabalham em obra da Ceasa

A Central de Abastecimento integra o conjunto de obras do Proinveste e está orçada em R$ 30.689.968,93

As obras dos serviços da maior central de abastecimento de Sergipe impressionam moradores e condutores que passam por suas imediações na BR-235 por sua grandiosidade. Tendo investimentos no valor de R$ 30.689.968,93, provenientes do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados (Proinveste), o governo de Sergipe, por meio da parceria entre a Secretaria de Estado da Infraestrutura e do Desenvolvimento Urbano (Seinfra) e a Companhia Estadual de Habitação e Obras Públicas (Cehop), dá celeridade à construção da Ceasa de Itabaiana.

Edificada na estrada para a Mata da Raposa, próxima à BR-235 em um terreno de 34.528,87 m², o futuro empreendimento terá uma área construída de 10.652,58 m², com três blocos, uma praça de alimentação e estacionamento para carga e descarga. Além de atender a um anseio da população, em especial os comerciantes, a obra modificará para melhor os rumos da economia na região.

Avanço

De acordo com o secretário Estadual da Infraestrutura, Valmor Barbosa, os serviços estão bastante avançados. “O cenário para quem passa pelas proximidades é de um grande canteiro de obras repleto de motoniveladoras, retroescavadeiras, caminhões, guindastes, caçambas, muques, carros pipas e 230 funcionários se revezando na montagem de galpões, pavimentação em paralelepípedo e em concreto armado (vias externas), emissário de esgoto, serviços de terraplenagem e imprimação asfáltica”, detalha.

Ele destaca alguns serviços que já foram concluídos em sua totalidade. “A fim de garantir a celeridade nos trabalhos subseqüentes, já executamos as instalações sanitárias, a adutora de acesso e o sistema de drenagem e rede de esgoto e toda a montagem do Bloco A, de modo que o percentual dos serviços executados é de 40%”, revela.

O secretário diz, ainda, que a tendência dos serviços é avançar ainda mais. “Nos próximos dias, os profissionais finalizarão a montagem dos pré-moldados, do pavimento rígido em concreto armado e do pavimento em paralelepípedo, bem como aplicarão a primeira camada do asfalto”, explica.

Obra grandiosa

Para o engenheiro agrônomo Gleiton Medeiros, a obra facilitará a distribuição dos produtos.  “O entreposto abastecerá toda região Agreste e todos os municípios aqui de Sergipe. Hoje, Itabaiana tem uma diversidade muito grande de verduras, de frutas de hortaliças e de cereais. Dessa forma, a Ceasa vem para organizar toda essa cadeia e proporcionar um espaço mais amplo que dê para atender toda a demanda do Agreste, Baixo São Francisco, Região Sul e também da capital”, analisa.

Segundo o secretário de Agricultura de Itabaiana, Erotildes de Jesus, a Ceasa é de uma importância extremamente significativa para o município. “Itabaiana é um celeiro agrícola e geograficamente somos o centro do estado, e por conta de possuirmos uma agricultura forte, as pessoas sempre procuraram nosso mercadão para vir comprar as hortaliças que são produzidas no nosso município e das quais somos os maiores produtores estaduais, a exemplo de batata doce, amendoim, milho verde, coentro, alface, couve. Além disso, por também sermos destaques no comércio, muitas pessoas vieram para cá e trouxeram outros tipos de frutas para comercializar, com isso, Itabaiana acabou se tornando um grande centro distribuidor de hortifrúti. A Ceasa será uma obra grandiosa, na qual os itabaianenses poderão exercer seus serviços de forma organizada e com muita dignidade”, reitera.

Valmor Barbosa acrescenta que a Ceasa se integra a um conjunto de ações realizado no município. “Itabaiana é uma cidade que cresce sem parar  e possui uma densidade habitacional cada vez maior, cabe ao Estado contribuir da melhor maneira para acompanhar o seu desenvolvimento. Essa é a visão do governo que vê a pujança do município. A construção da Rodovia Itabaiana/Itaporanga, o Ginásio poliesportivo e a Ceasa totalizam R$ 106 milhões, ¼ do valor de todo o Proinveste, uma soma vultosa e que só demonstra o cuidado que o gestor tem para com essa população que muito enobrece Sergipe”, enfatiza.

Como será a Ceasa

O bloco A será composto pelo setor administrativo (sete salas), 12 boxes destinados à grandes lojas de produtos diversos (artesanato, vestuário, embalagens, utensílios domésticos, farmácia, casa lotérica, entre outros), e dois espaços destinados a unidades bancárias, totalizando 1.470,30 m².

Com 3.637,58 m² de área a ser construída, o segundo bloco (B) será destinado ao setor de varejo (produtos agrícolas) com 36 boxes destinados ao mercado do produtor e 55 boxes varejistas, todos eles com 12,00 m² de área. Além dos boxes, serão construídas 54 pedras para varejistas, que somam 548,90 m² e quatro banheiros masculinos e quatro femininos, sendo que, metade serão específicos para pessoas com mobilidade reduzida.

Destinado ao setor de atacado, o bloco C será o maior de todos, com área equivalente a 4.501,10 m² e comportará 61 boxes para frutas, legumes e hortaliças, 24 boxes para grãos, raízes e tubérculos, 25 boxes para açougue (carne bovina, suína, frango e pescado), todos eles com espaço de 24,00 m² e seis banheiros masculinos e femininos, dois, exclusivos a pessoas com necessidades especiais.

A Praça de Alimentação possuirá uma área de 867,18 m², com espaço para sete restaurantes e/ou lanchonetes, cada um com 24,00 m², sopão com área de 101,94 m², área de circulação, quatro banheiros masculino e feminino, sendo dois específicos às pessoas com dificuldades de locomoção. A construção terá ainda guaritas, casas de lixo e gás, reservatório e castelo d’água.

http://agencia.se.gov.br/noticias/infraestrutura/itabaiana-230-operarios-trabalham-em-obra-da-ceasa

Fotos: Jorge Reis/Seinfra

Check Also

“Não havia espaço no governo”, diz Heleno Silva

“Em Toda ruptura existe efeito colateral”, disse Heleno Silva A afirmação do pré-candidato ao Senado, ...