Exportações movimentaram US$ 51 milhões no primeiro semestre

Exportações sergipanas tiveram um expressivo crescimento em relação ao mesmo período do ano passado, conquistando uma variação positiva de 36,4%. Os destaques vão para as comercializações de calçados, suco de laranja e açúcar

O Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão de pesquisas do Banco do Nordeste, divulgou estudo que avaliou e quantificou as exportações dos estados da região nos seis primeiros meses do ano. Com base nos resultados, Sergipe teve um expressivo crescimento em relação ao mesmo período do ano passado, conquistando uma variação positiva de 36,4%.

Entre janeiro e junho, a economia sergipana movimentou um total de US$ 51 milhões, sendo os calçados, o suco de laranja e o açúcar os produtos exportados de maior destaque. “As indústrias de calçados e de produção de suco de laranja responderam por 61,4% das exportações do estado. No caso dos calçados, tivemos uma boa surpresa, pois apenas eles representaram 1/3 de todas as transações de Sergipe com o mercado exterior, obtendo cerca de US$17 milhões de dólares no volume de vendas. O açúcar também teve um crescimento bem expressivo, de 161%, ou seja, resultados muito favoráveis após um período de baixa”, destacou o assessor econômico do governo, professor Ricardo Lacerda.

Para o analista de comércio exterior da secretaria de Desenvolvimento Econômico de Sergipe (Sedetec), Caio Medeiros, a comercialização de calçados foi decisiva para o superávit na balança comercial sergipana nos primeiros seis meses de 2017. Segundo ele, esse produto sempre foi importante para a economia sergipana, porém os registros no mês de maio marcaram recorde nas exportações.

“Apenas em maio deste ano, o valor das exportações de calçados foi de Us$ 15,8 milhões de dólares, uma alta de quase 5600% em relação a abril do mesmo ano, e de mais de 21000% em relação a maio de 2016. Esse fato acabou sendo essencial para nossa balança comercial ter conquistado um saldo positivo no acumulado do semestre. Interessante que desses produtos exportados, 99,8% foram destinados ao Paraguai”, avaliou Caio.

Check Also

Natal de Resgate leva esperança e alegria para internas do Presídio Feminino

A emoção tomou conta de 120 internas do Presídio Feminino (Prefem), em Nossa Senhora do ...