Entrevista: Ângela Dantas presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe

ENTREVISTA

Com amplo conhecimento sobre tudo o que envolve legislação ligada à Contabilidade, Ângela Andrade Dantas Mendonça, presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe (CRC/SE) concedeu, entrevista ao site SERGIPE NEWS

Na ocasião, a gestora do CRC/SE informou detalhadamente de que forma o CRC tem contribuído para a evolução da contabilidade, o exame de Suficiência etc….

Sergipe News –  Ângela Dantas presidente do Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe

 

Sergipe News – De que forma o CRC tem contribuído para a evolução da contabilidade em Sergipe e o CFC para o Brasil?

Ângela Dantas –   A contabilidade ela foi evoluindo a tal ponto que inclusive as nossas normas e resoluções ela tem padrão internacional. Ela tem mostrado  para a sociedade a sua importância. Nossos demonstrativos e balanços têm demostrado confiança dos números de transparência de controle. A partir disso a evolução da sociedade fez com que o Brasil se adequasse aos nossos padrões contábeis. Hoje em dia os órgãos públicos têm buscado em nossos demonstrativos fontes de dados para ajudar no combate a corrupção.

O CRC-SE vem investindo no fortalecimento da profissão de diversas formas, principalmente naquelas que visam ao aprimoramento da formação global do profissional, através de capacitação, além de eventos, cursos, seminários e congressos.

 

Sergipe News – Como a senhora  avalia o atual momento da profissão contábil em  Sergipe?

 

Ângela Dantas   – A área contábil tem se destacado, em Sergipe, pela profissionalização. A constante atualização técnica e a diversidade de áreas de atuação têm levado à valorização da carreira. Pesquisas entre as empresas de Recursos Humanos apontam, a contabilidade como uma das carreiras mais promissoras para o ano. As dificuldades serão sentidas, sem dúvida, mas o profissional qualificado verá, na crise, uma oportunidade de crescimento.

A contabilidade tem papel fundamental na sustentabilidade dos negócios. Em momentos como o que o País está vivendo, a contabilidade passa a exercer um papel central na assessoria das gestões, alertando sobre a situação contábil das instituições, apontando possibilidades de redução de despesas, seja com o planejamento tributário, seja com economias possíveis, além de orientar sobre os melhores investimentos.

 

Sergipe News – Atualmente, quais são os grandes desafios para os profissionais?

 

Ângela Dantas – O Conselho Federal de Contabilidade (CFC), com o total apoio dos Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs), tem buscado atender os interesses da classe contábil e defender não apenas os interesses da área, mas de todos os cidadãos brasileiros.

Nesse sentido, o Sistema CFC/CRCs tem procurado investir na capacitação global dos contadores e técnicos, realizando eventos voltados às diversas áreas da Contabilidade e, ainda, firmando parcerias com Instituições de Ensino Superior, com vistas a contribuir para elevar qualidade dos cursos de Ciências Contábeis e, consequentemente, da qualificação profissional.

O Sistema tem atuado para que a sociedade brasileira possa contar com informações contábeis confiáveis e de alta qualidade, praticada por profissionais capazes, éticos e cumpridores de suas obrigações com responsabilidade; profissionais que, ao fazerem os registros contábeis, gerem informações precisas e transparentes para os gestores e demais usuários das informações.

Esse é um trabalho que exige vigilância constante do Sistema CFC/CRCs, por isso é considerado um desafio de hoje e de amanhã. Mas acreditamos que, por meio de várias ações, a exemplo da educação continuada e da realização de exames de avaliação de conhecimento – Exame de Suficiência e Exame de Qualificação Técnica –, podemos contribuir para o aprimoramento técnico dos profissionais e, com isso, fazer com que a Contabilidade seja um fator de proteção da sociedade.

Além disso, temos o desafio de manter sempre aberto o diálogo com instituições de interesses convergentes, com entidades parceiras e com os poderes públicos, discutindo, apresentando e acompanhando proposições do interesse da classe.

Sergipe News – Qual o balanço do Exame de Suficiência?

Ângela Dantas – Instituída por uma lei federal no mesmo moldes do exame da ordem, sendo realizado dois exames por ano. Importante  frisar que é um exame difícil,  que mede realmente aquelas pessoas que são melhores qualificadas para obterem seu registro, uma grande conquista da contabilidade brasileira, tornando-se ferramenta indispensável para a inserção de profissionais habilitados a atuarem no mercado de trabalho.

Sergipe News – Suas considerações finais

Ângela Dantas –  A Contabilidade avançou muito nos últimos anos , ela tem representação próxima com todos os órgãos de controle, são espaços que foram conquistados devido a credibilidade, não só da atual gestão mais de gestões anteriores que trabalharam sempre com muita responsabilidade e com muito cuidado na valorização dos profissionais. “Quero parabenizar a participação do profissional contábil para a sociedade. A contabilidade tem sido reconhecida como necessária. Agradeço a sua atenção e de toda imprensa que sempre tem sido parceira na divulgação de assuntos pertinentes a toda sociedade” relata Ângela.

 

 

 

Check Also

           Claudio Vasconcelos recebe convites de partidos para filiação em Estância

  “dependo dos meus apoiadores para juntos ingressarmos no melhor caminho para concretização do projeto ...