Defensoria Pública e Adpese promovem campanha e entrega os primeiros donativos às famílias desabrigadas de Riachuelo

Campanha prossegue para suprir as necessidade das famílias

 

 

Defensores Públicos visitaram o local atingido pelas chuvas

A Defensoria Pública do Estado e a Associação dos Defensores Públicos do Estado de Sergipe (Adpese) deram início a campanha “Defensoria Solidária” para arrecadar  donativos  para as famílias atingidas pelas fortes chuvas no município de Riachuelo. O defensor público do Núcleo de Direitos Humanos e presidente da Associação, Herick Argôlo e o defensor público aposentado, Luiz Carlos Santos, fizeram a entrega das primeiras doações na última sexta-feira, 9, à secretária Municipal de Ação Social, Cristiana Gonzales.

 

Para Cristiana, a ajuda da Defensoria Pública e da Associação é muito importante tanto na questão da assistência jurídica como também para suprir as necessidades das famílias, através das doações. “O que vem nos ajudando muito são as doações, uma vez que o município não tem capacidade técnica de acolher todas as famílias. Estamos fazendo o que está ao nosso alcance com a concessão de aluguel social e alimentação para muitas famílias, mas não estamos conseguindo suprir todas as carências, por isso, as doações são muito importantes para que possamos ajudar todas as 578 famílias atingidas. A ajuda da Defensoria Pública e da Associação é muito bem-vinda, uma vez que muitas pessoas perderam seus documentos pessoais e registros dos imóveis, além de outras questões que podem ser resolvidas através dessas instituições. Só temos a agradecer pelo gesto de solidariedade e pela disposição em nos ajudar”, destaca.

 

O defensor público-geral, Leó Neto, disse que a campanha “Defensoria Solidária” continuará. “Vamos dar prosseguimento à campanha para àqueles que ainda não fizeram a doação poder ajudar essas famílias. Além disso, daremos assistência jurídica no que for necessário”, garantiu o membro da Defensoria Pública.

 

“As doações têm sido necessárias para amenizar, emergencialmente, os problemas dos atingidos pela chuva. Ainda há um grande número de famílias necessitando de materiais básicos. Nós vamos prosseguir a campanha, e buscar incentivar que outros contribuam”, emendou Herick Argôlo.

 

“Graças à Deus recebemos muitas roupas e alimentos. Como muitas famílias perderam tudo e temos pessoas idosas acamadas, necessitamos muito de fraldas geriátricas, moveis, colchões, roupas de cama e eletrodomésticos. São 578 famílias e 1818 pessoas prejudicadas pelas chuvas. Estamos com a campanha “Adote uma Família” para quem quiser ajudar. Temos a relação do que cada família precisa e para ajudar a doador entra em contato conosco e a gente orienta a doar diretamente à família atingida. Infelizmente muitas pessoas sobrevivem da agricultura familiar  e não têm uma renda fixa, por isso, a ajuda dessas instituições é muito bem-vinda”, enfatizou Cristiana Gonzales.

 

Fonte: DPE

 

Check Also

Pastor Joanan cobra recolocação dos quebra-molas nos conjuntos João Alves e Fernando Collor

A sessão inaugural de 2019 também contou com a presença do vereador Pastor Joanan em ...