André Moura quer que empresário prove denúncias

O deputado André Moura (PSC) já está adotando as medidas judiciais para interpelar o empresário Lúcio Funaro que o acusou de envolvimento com um suposto esquema de fraude para desviar recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Sergipe (FGTS). O esquema, segundo o depoimento de Funaro, seria liderado pelo ex-presidente da Câmara de Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ).

Na semana passada, Funaro prestou depoimento em audiência referente à Operação Sépsis, que investiga os supostos desvios que seriam feitos a partir de contratos da Caixa Econômica Federal em benefício de políticos da base aliado do presidente Michel Temer (PMDB). Neste depoimento, Funaro fez referência aos benefícios que teriam sido feitos em favor do parlamentar sergipano, líder do Governo no Congresso Nacional.

O advogado Márcio Conrado, que defende os interesses do deputado André Moura, diz que a interpelação contra Funaro poderá ser ajuizada em Brasília ou mesmo no Tribunal de Justiça de Sergipe. “Para que o empresário possa apresentar provas para mostrar a veracidade disso”, explica o advogado. Para o advogado, as acusações feitas pelo empresário são infundadas. “Ele [Funaro] faz acusações genéricas, colocando meu cliente neste rol. Mas não há nenhuma ação judicial envolvendo ele [André Moura]”, diz.

Por Cássia Santana

Check Also

Samuel Barreto apresenta projetos de prevenção às drogas ao conselheiro Clóvis Barbosa

Samuel Barreto apresenta projetos de prevenção às drogas ao conselheiro Clóvis Barbosa O deputado Samuel ...