Agentes de Endemias de Socorro participam de curso de capacitação para aprimorar atividades desenvolvidas no trabalho de campo

Aliada da população e da saúde pública, os cerca de 135 agentes do município deverão ser atualizados até a próxima terça-feira, 26

 

Na manhã desta segunda-feira, 25, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), através da Vigilância Epidemiológica, deu início à atualização sobre o processo de trabalho de campo dos agentes de endemias do município. A ação ocorre devido ao constante surgimento de novas doenças e a preocupação da gestão municipal com a saúde pública.

 

A iniciativa acontece visando um melhor desempenho de campo dos profissionais, visto que muitos possuem mais de 10 anos de exercício. “Logo de ínicio utilizamos um teatro da equipe do Nasf apresentando uma forma de abordagem, uma visita domiciliar para que consigamos visualizar esse processo com os próprios agentes. Muitos profissionais possuem muito tempo de serviço, por isso esse tipo de ação ocorrerá sempre que possível. Antes nós tratávamos com foco na Dengue, hoje em dia temos a Zika, a Chikungunya, então cada dia aparece outros tipos de doenças e precisamos estar preparados e informados”, disse a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Taciana Albuquerque.

 

Em parceria com a Secretária Estadual da Saúde (SES), a gerente do núcleo de endemias do Estado, Sidney Sá, conduziu o primeiro dia de debate que reuniu metade do quadro de agentes do município. “Para fugir um pouco da capacitação sistemática e didática, estamos fazendo um trabalho de ouvir e entender o que o agente sabe do papel dele e da importância desse trabalho que desenvolve. A partir disso, falamos um pouco da técnica que precisa ser cumpridae fazer com que venhamos melhorar o trabalho do agente”, disse a gerente.

 

Com total aprovação dos agentes, Claúdia Silva, que atua na área há 16 anos parabenizou a iniciativa da gestão e abordou a relação com a população. “Eu acho importante esse tipo de ação porque nos faz lembrar de técnica importantes que precisam ser colocadas em prática e até mesmo na forma de tratar o morador. Isso nos motiva a realizar um melhor trabalho e contribuir para o surgimento de novas doenças”, declarou.

 

Para não suspender o trabalho dos agentes nas ruas do município, a capacitação foi dividida em dois dias, a fim atender de forma totalitária os cerca de 135 agentes atuantes.

Check Also

           Claudio Vasconcelos recebe convites de partidos para filiação em Estância

  “dependo dos meus apoiadores para juntos ingressarmos no melhor caminho para concretização do projeto ...